Por que os EUA estão em rápido declínio? Fabricas na China

Tradução Google

Por que os Estados Unidos estão em rápido declínio e por que isso é inevitável? O problema decorre da deslocação de indústrias norte-americanas para terras estrangeiras, os empregos de pesquisa, desenvolvimento e fabricação também são deslocados para esses países. Mais de 10 milhões de empregos de manufatura foram perdidos nos últimos 10 anos nos EUA. Redução de empregos significa redução de arrecadação de impostos. Com redução de empregos mais pessoas irão necessitar de assistência do governo e juntamente com arrecadação de impostos decrescente, os gastos deficitários irão explodir. A única maneira de combater as lacunas orçamentárias é imprimir mais dinheiro, o que corrói o poder de compra do dólar, causando mais inflação. Desemprego elevado e inflação em alta torna impossível para os formuladores de políticas monetárias aumentar as taxas de juros por medo de desacelerar ainda mais a economia. Porém, por outro lado, a desvalorização do dólar provocará uma corrida aos bancos, pois os investidores irão proteger seus investimentos colocando todos os ativos longe do dólar. Isso provocará um colapso da economia americana e a perda de status do dólar como moeda internacional. Quando isso acontecer, o governo dos EUA serão incapazes de financiar os déficits. Cortes maciços no setor de Defesa e ajuda estrangeira não serão suficientes. Vale-alimentação, seguridade social, medicare, etc, serão dizimados. Milhões de pessoas irão passar fome, tumultos, conflitos internos, guerras civis e ondas de violência desenfreados irão varrer o país, e a lei marcial será implementada. Uma nova Idade das Trevas irá varrer os EUA e outros países dependentes dos ianques.

O papel da China – Agenda Oculta dos Banqueiros

Dr. Joseph Farrell
Por trás da retórica anti-China, há uma grande agenda oculta, que atualmente está sendo representado pelo grito monótono de “democratização” e direitos humanos. Em meados do século XIX, os banqueiros da Europa foram confrontados com um problema iminente: os EUA, cuja economia com vastos terrítorios e crescimento populacional, acabaria por superar em muito qualquer potência europeia, e o pior, a América havia mostrado determinação para extirpar a influência de banqueiros estrangeiros de sua economia.

O Federal Reserve (FED) é um banco central fundado em 1913, controlado por interesses privados de banqueiros internacionais com objetivo de lucro, o dólar não pertence ao governo americano. Presidente Lincoln tornaria os banqueiros do FED irrelevantes através da emissão de notas verdes conhecidos como ”Greenbacks”, moeda livre de dívidas para financiar o esforço de guerra no Norte. Sabemos o que aconteceu com presidente Lincoln, e o presidente Woodrow Wilson, um dos primeiros presidentes fantoches de banqueiros europeus foi bem sucedido em recuperar o controle da “moeda” americana em 1913.

A China, portanto, representa um problema semelhante, porém maior. Essencialmente o seu governo não é comunista, mas – aqui eu uso o termo deliberadamente – Nacionalista e Socialista. A moeda chinesa é emitida pelo estado (moeda estatal – banco central público) e livre de dívidas. E a população da China é mais de um bilião, um país continental que está rapidamente se transformando numa grande potência economica. E sua moeda não está diretamente sob o controle dos banqueiros internacionais (Rockefeller, Rothschilds e seus lacaios) e eles desejam desesperadamente que ele seja.

A esperança dos banqueiros encontra-se na “democratização” do povo chinês (analfabetos políticos) e funcionários corruptos do governo, este último para “fazer negócio lucrativo” com eles e para convencer o povo chinês que a Democracia no estilo americano é o melhor sistema. Mas o povo chinês não são estupidos e sabem como seu país foi explorado e mergulhado na decadência, conflitos internos e guerras civis, pelas políticas racistas dos banqueiros europeus, com seus comércios de ópio e políticas coloniais contra essa nação. Eu aposto também na elite nacionalista da China, que, como se movem em direção a uma maior “democratização” procurará também educar o seu governo e seu povo sobre as políticas financeiras praticados pelos banqueiros internacionais que arruinaram os EUA. Mas idependente se eles se movem em direção certa ou não, a China deve ser observado de perto; os pronunciamentos de seus lideres financeiros, para não mencionar os tipos de artigos e livros sobre a política monetária que aparecem naquele país, devem preocupar a todos nós. “ Quem não aprende com a História, está condenado a repeti-la, e isto irá destruir definitivamente a economia mundial e estabilidade política mundial” Tradução Google. Fonte: http://gizadeathstar.com/2011/06/china-and-africa

Guerra Fria

Hoje, as metas centrais do ódio político organizado são Israel, Estados Unidos e principalmente o islamismo e a China.

Os EUA são os maiores produtores do mundo de armamentos, uma guerra seria uma forma mais rapida de reativar a economia combalida. É por isso que eles fomentam a guerra o tempo todo.

Saiba mais:

Invasão de produtos chineses

Brutal empobrecimento do Brasil feito por Londres: US$ 120 bilhões por ano

10 Razões pelas quais o dólar como moeda global está prestes a chegar ao fim

Já é matematicamente impossível liquidar a dívida dos EUA

Saiba a verdade sobre o sistema financeiro mundial

Dinheiro como dívida – Você sabe como é criado o seu dinheiro?

Grupo Inter-Alfa: Sacerdotes do sistema financeiro mundial

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s