Rockefellers e Rothschilds se unem: O pior está por vir?

Por quais motivos, os Rockefeller e Rothschild estão se unindo?
O que está sendo preparado?
Seria apenas por causa da crise mesmo? Conte-me outra…

As duas dinastias de financistas mais famosas na Europa e EUA, as famílias de Rockefeller e Rothschild, concluíram uma aliança estratégica. A partir de, uma empresa conjunta dirigirá os ativos de quase 40 bilhões de dólares.

David Rockefeller, de 96 anos, e Jacob Rothschild, de 76, mantêm relações pessoais há mais de 50 anos. A Fundação Rockefeller surgiu em 1882, quando John Davison Rockefeller fundou uma das primeiras empresas no mundo para gerir capitais privados. Ao longo de mais de 100 anos de existência, a companhia tem gerido ativos de famílias ricas, fundos e instituações financeiras.

Os peritos acreditam que esta união das dinastias pode ter sido provocada pela crescente instabilidade na economia mundial e pela crise da zona do euro.

Nota: Fusão como garantia de sobrevivência institucional?

Fonte: http://www.anovaordemmundial.com

Chantagem nuclear nos EUA, Europa, Brasil

Jim Stone, jornalista freelancer, 8 de janeiro de 2012

Há uma razão misteriosa pela qual os governos de vários países estão fornecendo resgates financeiros maciços aos bancos Illuminati, contraindo dívidas que irão destruir a economia mundial. Há uma razão misteriosa pela qual os governos em todo o mundo estão simultaneamente indo contra a vontade de seu povo, em favor dos banqueiros Illuminati.

A principal estrategia dos illuminati tem sido contrabandear armas nucleares sob o disfarce de contratos de segurança. Estes contratos de segurança usam equipamentos “proprietários” que são fornecidos pelos israelenses. Câmeras de segurança “biscopic” são produzidas e montadas por empresas de segurança que operam sob o comando da Mossad. Magna BSP, a empresa que forneceu “segurança” para usina nuclear de Fukushima é um deles. Durante a investigação sobre Magna BSP descobri que além do Japão eles tem contratos de segurança nos Estados Unidos, Alemanha e Brasil. Todos esses 4 países forneceram resgates financeiros generosos aos bancos sionistas.

Esta câmera é um protótipo e o desenho final será semelhante. Vários tipos de equipamentos grandes podem ser disfarçados como dispositivos de segurança e podem também acondicionar uma bomba nuclear.

Pode haver uma razão clandestina para a escassez mundial de Hélio-3 que é necessário no tipo de detectores que detectam uma arma nuclear? Você pode esconder prótons e nêutrons, mas são difíceis de bloquear totalmente, e neutrinos são quase impossíveis de bloquear totalmente – você não pode esconder uma arma nuclear se usar um tipo especifico de detector que usa o hélio-3.

Eles têm armas nucleares em áreas-chave dos EUA, Alemanha, Brasil e Japão, e tem planos para infiltrar armas nucleares em muitos outros países. Eles têm sido capaz de produzir centenas de armas nucleares a partir do reator nuclear de Dimona, e roubaram dos EUA material nuclear suficiente para fazer milhares de bombas atômicas adicionais. Eles mantêm o mundo como refém. Se alguém disser alguma coisa, eles são mortos. Se um país vai contra os interesses deles, e não se submete financeiramente, BOOM. Um terremoto, um tsunami, um meteoro, ou ataque terrorista serão responsabilizados pelo holocausto nuclear.

Fonte: http://www.jimstonefreelance.com/blackmail.html

Nota: Sionistas são falsos judeus, o nacional socialismo de Hitler foi financiado por bancos sionistas. Nacional Zionismo.

Como, Porque e Quando destruir os EUA

Entrevista com um suposto membro da Al Qaeda

Esta entrevista circula na Internet. Pode ser verdadeira, mas também pode ser mentiras, misturada com verdades. Pode ser um balão de ensaio, ou um embuste. Ou pode ser autêntica, porém feita de maneira a não parecer. Ou vice-versa… Pode tudo. Tirem suas conclusões.

Antes de mais, gostaria de reiterar que Al-Qaeda e Al-Jazeera são farsas criadas pela CIA:

1- Al-Qaeda é uma organização terrorista falsa criada pelo Pentágono para justificar guerras no Oriente Médio e para impor um estado fascista mundial.

2- A Rede Al-Jazeera é uma operação de desinformação da CIA e MI6.

3- Bin laden era realmente um fantoche da CIA.

A entrevista a seguir, foi feita por um repórter da Rede Al-Jazeera com um terceiro homem em comando da organização Al Qaeda, o sr. Mohammed Al-Asuquf. Al-Asuquf tem uma qualificação impressionante, doutor em física e mestrado em economia internacional. Na entrevista, ele fala dos planos da Al Qaeda com total desprendimento, conhecimento de causa e transmite uma segurança inabalável. Esta entrevista foi enviada a Abel-Bari Atwan, editor-chefe do Al Quds, um jornal de língua árabe publicado em Londres, mas não chegou a ser publicada, pois seu conteúdo é muito revelador. Uma cópia da entrevista veio parar em Foz-do-Iguacu e foi traduzida para o português por um professor universitário da comunidade árabe daquela cidade. Esta é provavelmente a única versão, que não em árabe, desta entrevista. Continuar a ler

Caos em múltiplas frentes e implosões controladas das finanças globais

Benjamin Fulford 01-05-12

O tema prevalecente nestes dias parece ser o caos no ocidente mas o que estamos realmente testemunhando é a implosão controlada da cabala criminosa que tomou conta do sistema financeiro ocidental e quase destruiu a civilização ocidental. Entre os eventos associados com este colapso estão: o lançamento de um míssil falso na Coreia do Norte, o encobrimento de uma tentativa fracassada de assassinato contra Obama, múltiplos embargos estão a ser colocados contra os bancos centrais controlados pela cabala, um encontro da Comissão Trilateral em Tóquio, manobras militares sem precedentes e mais.

Estamos entrando em um período muito perigoso com o cabalistas encurralados certamente estão planejando um novo ataque terrorista em massa (possíveis alvos: Tóquio, Roma, Londres) numa tentativa de permanecer no poder. Ações militares, policiais e outras contra os centros de poder da cabala também estão pegando ritmo. Continuar a ler

Caixões da FEMA: sepultamento em massa?

Publicado em dominiosfantasticos

O antigo filme “O Planeta dos Macacos” nos colocou diante de uma terrível realidade: – astronautas americanos viajavam no espaço e, devido ao fenômeno da contração do tempo, ao retornarem encontram a Terra num futuro distante terrivelmente devastada – tudo destruído devido a uma guerra nuclear generalizada que extinguiu toda a civilização.

A ameaça de um “fim do mundo” sempre esteve presente nos mais íntimos temores da humanidade. Muitas são as lendas e as profecias que dizem respeito a isso. E mais recentemente, o sempre muito preciso Calendário Maia previu que em 21 de dezembro de 2012 encerrar-se-ia um ciclo humano, com o conseqüente fim de um ciclo de civilização. Muitos levam isso ao pé da letra, assumindo que grandes catástrofes aniquilarão a espécie humana e a sua civilização. Continuar a ler

Instituto Tavistock de Relações Humanas: Controle Mental

Dos tempos imemoriais do antigo Egito (cujas técnicas de tortura, administração de drogas, a prática do hipnotismo documentadas no Livro dos Mortos nada mais eram que a tentativa de escravização mental dos presumidos iniciados.

Pode afirmar-se, com alguma certeza, que as “raízes” da espionagem moderna no Ocidente, estão nos reinos da Península Ibérica, cujos métodos foram aperfeiçoados, séculos mais tarde, pela Inquisição.

No final do século XIX um “grupo de pessoas” reconheceu que a Grã Bretanha e a Alemanha eram as regiões ideais para iniciar o estudo do comportamento humano. Assim, em 1882 surge em Inglaterra o primeiro centro de pesquisas das “Ciências do comportamento” baseadas em pesquisas que envolviam técnicas de controle mental anteriormente estudados na Alemanha pelo Instituto Kaiser Wilhelm.

É nestas circunstâncias que surge em Londres, em 1921, num edifício cedido pelo 11º Duque de Bedford, o Instituto para as Relações Humanas Tavistock, destinado a investigar as rupturas psicológicas dos militares submetidos ao stress da I Guerra Mundial, bem como determinar a forma de controlá-los mentalmente em zonas de combate. Numa primeira fase da investigação os trabalhos foram coordenados por Sir John Rawlings Reese, que chefiava um departamento designado British Army Psychological Warfare Bureau. Continuar a ler

Governo dos EUA admite que Forças Armadas obedecem à ONU e à NATO

Por BrasiL Indomável

Durante a audiência do comitê de Serviços Militares do Senado americano, em 7 de março de 2012, o secretário de Defesa ao Congresso dos EUA, Leon Panetta, e o chefe do Estado Maior, General Martin Dempsey, escancaradamente admitiram que a autoridade de declarar guerra não é exclusiva do Congresso americano (artigo I, seção 11 da Constituição – exceto em casos de resposta a um ataque real e iminente contra o território americano), mas que os Estados Unidos são subservientes e recebem ordens de ação militar das Nações Unidas e da NATO, que são organismos internacionais sobre os quais o povo americano não tem nenhuma influência democrática.

Assista ao trecho da audiência do Senado em que Panetta admite que a soberania dos EUA está entregue aos organismos internacionais, veja aqui

Por André o’Zaca

O testemunho de Panetta, afirmando que a ONU e a OTAN têm autoridade suprema sobre as ações das Forças Armadas americanas, palavras que efetivamente declaram que o Congresso é apenas uma instituição cerimonial, fez com que o representante (equivalente a deputado federal) Walter Jones introduzisse uma resolução reafirmando que tal comportamento é um “crime grave e sujeito a um processo de impeachment”, de acordo com a Constituição dos EUA.

Apesar dos esforços do Pentágono de alegar que as palavras de Panetta foram mal interpretadas, o governo tem citado frequentemente a autoridade das Nações Unidas em relação à invasão do ano passado na Líbia, a qual foi conduzida sem aprovação do Congresso. Em carta ao Congresso, Obama disse que o ataque militar foi “autorizado pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas”.

Este posicionamento de Panetta, colocando poderes internacionais acima do poder legislativo americano, demonstra abertamente que eles não mais representam o povo daquele país e sim a interesses globalistas, o que abre caminho para a instituição de uma ditadura global e de um exército mundial que desrespeitarão a soberania de qualquer país do planeta. Mais informações aqui.

Fonte: BrasiLIndomaveL

Saiba mais:

Simbologia Illuminati em Notas de Dólar

A mudança no poder financeiro está quase completa: Nova Ordem Mundial

Já é matematicamente impossível liquidar a dívida dos EUA