China dentro Nova Ordem Mundial: Tríades e Illuminati

Por St. John Bartholomew (henrymakow.com)

Tradução: Google

O povo chinês se revoltaria contra a dominação estrangeira evidente, porém abraçaria o seu lugar na Nova Ordem Mundial se eles acreditassem que estavam no controle.

Pequim – A elite chinesa é uma fusão entre a liderança comunista, magnatas de Hong Kong e criminosos Tríades. Todas as três facções derivam seu poder da colaboração com Illuminati.

A China aparenta ser autônoma porque os Illuminati assumiram o país internamente, financiando partidos políticos ”comunistas” jorrando slogans nacionalistas. O raciocínio era que o povo chinês se revoltaria contra a dominação estrangeira visível, porém abraçaria o seu lugar na Nova Ordem Mundial se eles acreditassem que estavam no controle.

Lord Bertrand Russell revelou este plano em um relatório publicado em 1920:

A superpotência comunista-fascista que conhecemos hoje foi criado na segunda metade do século 20 pela dialética fictícia da Guerra Fria do comunismo versus capitalismo.

O palco estava montado em 1898 quando a Grã-Bretanha ea China assinaram um contrato (Tratado de Nanquim) estipulando que Hong Kong poderia ser devolvida aos chineses em 1997. Isto significava que o Comunismo feroz do continente e o Capitalismo laissez-faire de Hong Kong sempre foram destinados a se fundir.

O processo de unificação deu origem à atual elite do poder da China. O que se segue é o pano de fundo das três principais facções chinesas.

A LIDERANÇA COMUNISTA

Porque o Comunismo é uma criação Illuminati, o Partido Comunista Chinês (CCP) são, por definição, agentes dos Illuminati.

Mao era um agente soviético. (Mao – The Untold Story, Chang & Halliday, p.49.) Ele era um produto da Yale da China, programa OSS, Skull & Bones.

O CCP implementou políticas que estabeleceram as bases de um super-estado Illuminati. Eles unificaram o país, atacou a cultura tradicional chinesa e instigou programas de industrialização.

David Rockefeller e Zhou Enlai e um penico no centro em 1973

Wang Hao, um historiador da China Institute of International Studies registrou que o vice de Mao, Zhou Enlai encontrou-se com David Rockefeller em junho de 1973:

”Ao encontrar David Rockefeller, Zhou disse-lhe que era necessário encontrar métodos adequados que favoreçam desenvolvimento de comércio entre os dois lados com diferentes sistemas políticos.”

A fusão das empresas-comunistas começou quando Deng Xiaoping assumiu o poder no final de 1970 e introduziu suas reformas de mercado com o slogam ”ficar rico é glorioso”.

No entanto, após 30 anos de Maoismo o seu regime estava irremediavelmente mal equipados para executar uma economia de mercado. Eles se voltaram para os mais ricos magnatas chineses em Hong Kong em busca de orientação.

MAGNATAS DE HONG KONG

O mais poderoso magnata de Hong Kong é Li Ka-Shing, o mais rico asiático conhecido no mundo e uma fonte Illuminati.

Outros magnatas proeminentes conhecidos publicamente são ”desenvolvedor de imóveis de HK” Henry Fok, ”O rei dos jogos de azar” Stanley Ho, e por fim o homem escolhido por Pequim para liderar Hong Kong após a partida dos British, Tung Chee Hwa.

É importante perceber que estes homens subiram ao poder e prestígio em uma colônia britânica, ou seja, eles foram vetados pela City de Londres para serem líderes coloniais. Isto é ilustrado pela ascensão de Li Ka Shing.

Como Hong Kong desenvolveu-se, Li surgiu como empresário chinês mais brilhante da China. A ”Irmandade dos banqueiros” de Hong Kong tornou-se ciente de seu gênio mercantil e o trouxe para dentro do rebanho.

Em 1979, Li assumiu o controle da Hutchinson Whampoa, uma das antigas empresas britânicas que por muito tempo dominaram a economia de Hong Kong. Empresas de importância política, tais como Hutchinson Whampoa não são dadas casualmente. Em 2000, a Rainha concedeu a Li o título de ”Cavaleiro (Comandante da Ordem) do Império Britânico.”

No início dos anos oitenta, os magnatas e os comunistas tinham uma série de reuniões em Pequim. Eles fecharam um acordo pelo qual os magnatas aconselharam e educaram as autoridades chinesas sobre os mercados e, em troca Pequim deu-lhes acesso privilegiado à sua vasta economia. Em 1984 os dois grupos fundaram CITIC, a organização que gerenciou a transição da China para economia de mercado.

AS TRÍADES

As Tríades é um termo coletivo para os grupos criminosos que surgiu na China no século 18 com o objetivo de derrubar a dinastia Qing.

Por mais de um século, a Illuminati fizeram guerra contra a dinastia Qing. As Tríades eram o seu veículo para a subversão e a revolução, de forma semelhante á Maçonaria Livre nas revoluções ocidentais.

Por exemplo, durante as guerras do ópio, as Tríades ajudaram a trazer a droga para a China. O Governo Nacionalista que derrubou a dinastia Qing em 1912 era uma coalizão de grupos da Tríade. Sun Yat-sen, o homem que liderou a coalizão nacionalista que derrubou a dinastia Qing em 1912 era membro da Tríade e foi treinado e armado em Hong Kong Britânica. Chiang Kai-shek da KMT era também um membro da Tríade.

Quando os comunistas assumiram a China continental em 1949, a aplicação da lei se tornou mais rigorosa contra as organizações criminosas forçado as tríades a migrar para Hong Kong, então uma colônia britânica. Eles fugiram, principalmente para Hong Kong e Taiwan para re-construir. Chiang Kai-shek continuou a receber financiamento público dos EUA. (Nota: Mao Zedong também recebeu financiamento secreto dos EUA.)

Hoje, as Tríades são conhecidos como a maior entidade mafiosa do mundo. Eles existem em qualquer país com grande população chinesa, nomeadamente em Canadá, Grã-Bretanha, EUA e Austrália.

Fritz Springmeier escreveu sobre a enorme alcance global da Tríade :

”As Tríades são o mais poderoso grupo criminoso fraterno do mundo, exceto para os Illuminati (as famílias que compõe o Comitê dos 300). A Máfia são pequenas ninharias em comparação com as Tríades. As Tríades são quase intocáveis por qualquer grupo de aplicação da lei. Por exemplo, na Grã-Bretanha os ingleses não têm nenhum oficial de etnia chinesa em sua força policial para sequer tentar infiltrar as Tríades.

A chave deste enorme poder são os parceiros das Lojas Maçônicas Livres do Extremo Oriente que executam trafico de drogas asiáticos, principalmente a produção de heroína no Triângulo Dourado no Sudeste Asiático, atrás apenas do Afeganistão. Trafico de Drogas é muito importante para os Illuminati, pois financiam programas orçamentais secretos.

As Tríades mais poderosas em Hong Kong têm seus próprios territórios, bases, sub-sociedades e frentes públicas. Eles são aliados dos magnatas. Os magnatas e Tríades executam Hong Kong. Algumas desses grupos são Sun Yee On, Wo Hop To e 14K. Para garantir uma transição suave de Hong Kong em 1997, a liderança comunista precisava destes grupos dentro do jogo.

No início dos anos 80, o governo chinês convocou uma reunião secreta entre as ”Cabeças do Dragão” os maiores grupos operacionais das Tríades em Hong Kong. Os Comunistas informaram os Dragões que se eles concordarem a não interferir na transição de Hong Kong, seriam permitidos a continuar suas atividades criminosas sem interferências.

Após estas negociações bem sucedidas, o ex-presidente da China Deng Xiaoping falou que as Tríades são ”grupos patriotas” e a imprensa de Hong Kong publicou fotografias de Charles Heung, um oficial sênior de Sun Yee On (Tríade), conversando com a filha de Deng.

Em 1992, os Serviços de Inteligencia Ocidentais ficaram ciente de Wong Man Fong – ex-chefe da agência central de notícias da China – estava ajudando as tríades a criar empresas legítimas na China, particularmente em Guangzhou e Shaghai.

Nota: Acredita-se que a sociedade secreta White Lotus foi um dos principais ancestrais da organização chinesa conhecida como as Tríades. As Tríades eram originalmente soldados da Heaven and Earth Society durante o período da guerra entre as dinastias Ming e Qing.

CONCLUSÃO

A grande mídia ocidental retrata a China como hostis ao poder ocidental. No entanto, ao estudar a elite triunvirato chinês e seus laços íntimos com os Illuminati, é claro que a China comunista é uma criação Illuminati. É bastante óbvio que os Rockefeller ajudaram a construir a China Comunista, assim como fizeram com a União Soviética.

A elite chinesa nunca deve desviar-se da agenda NOM, pois segue-se que os Illuminati ajudaram a criar eles, e eles podem quebrá-las também.

O original encontra-se em: http://www.henrymakow.com/illuminati_use_china_to_loot_t.html

Sociedades Secretas: A China não é formada por uma entidade única. Há facções poderosas, principalmente as facções de Pequim, Xangai e Cantão, há divisões e disputas internas. Hu Jintao líder da facção de Pequim, é membro do culto japonês Sokka Gakkai (executado pelos illuminati) e cuja mãe é japonesa. É sua facção que está financiando os federais nos EUA (fonte). Um ditado popular: Não há honra entre os bandidos. Até mesmo a honra estabelecida entre os bandidos é violada pelos bandidos. O comunismo é um veículo pela qual os governantes invisíveis da China podem alcançar um objetivo. Uma vez que completarem a agenda, o plano deles é aniquilar os Illuminati.  

Novo golpe de estado na China: Pode ser agora claramente confirmado que algum tipo de golpe de estado aconteceu ali (relatos de trocas de tiros na Praça da Paz Celestial próximo ao edificio central em Pequim), mesmo que as notícias do corpo corporativo ocidental continue focalizado na queda de Bo Xilai.

Trocas de tiros na Praça da Paz Celestial

Maoismo é nova vítima da censura chinesa

A expulsão de Bo Xilai é só o começo

Saiba mais: China: Ascensão e Queda:  A História e o Futuro

O reaparecimento da China como potência econômica mundial levanta questões importantes sobre o que podemos aprender com a sua ascensão e queda e sobre as futuras ameaças internas e externas que confrontam esta superpotência econômica emergente.

É especialmente importante ressaltar como a China, a potência tecnológica mundial entre 1100 e 1800, fez a ascensão do Ocidente possível. Foi somente por meio de empréstimos e assimilações de invenções-inovações Chinesas que o Ocidente foi capaz de fazer transição para economias capitalistas e imperialistas modernas, continue lendo aqui.

Saiba mais:  Quem financiou Revolução Russa?

Existe uma grande riqueza de documentos indicando que a Revolução Russa de fato, a própria criação do comunismo, nasceu através dos capitalistas ocidentais. Um dos grandes mitos da história contemporânea é a de que a Revolução Bolchevique foi um levante popular das massas oprimidas contra a odiada classe dos Czares, continue lendo aqui.

Anúncios

One thought on “China dentro Nova Ordem Mundial: Tríades e Illuminati

  1. Discordo de muitas coisas deste artigo. Primeiro, que o papel das invenções chinesas foi muito menor do que o autor do artigo supõe. Na verdade, nenhuma invenção chinesa teria mudado o curso da história da humanidade no seu aspecto mais importante: a produção e o consumo de energia. Na verdade, a questão mais importante do mundo, em toda a história da civilização se refere ás fontes de energia usadas na produção econômica. E em toda a história do mundo, em todos os lugares da Terra, todas as civilizações, tanto a européia, quanto a chinesa e a ameríndia pré-colombiana só usaram dois tipos de fonte de energia: a tração animal e o trabalho humano. É por essa razão que o Império Romano vivia se envolvendo em guerras de conquista: para conseguir mão de obra escrava que seriviria de fonte de energia que movimentaria a economia e a produção do império. E foi assim na Ásia, na África, no Egito antigo, na China, no Japão e em todo lugar. A primeira vez que uma sociedade usou em larga escala uma fonte de energia que não fosse baseada no trabalho humano e na tração animal, foi na Inglaterra da Revolução industrial, que começou a utiliar o carvão mineral como fonte de energia, graças à invenção da máquina a vapor. Depois da Inglaterra, os EUA inventaram máquinas que usavam o petróleo e a eletricidade como fontes de energia e que por isso, permitiu a abolição da escravidão humana em todo o mundo. Os negros aqui no Brasil não devem a sua liberdade à “bondade” da princesa Isabel, mas sim, à criatividade inglesa que inventou a máquina a vapor que tornou o trabalho escravo obsoleto. Pode ter certeza de que se a máquina a vapor não tivesse sido inventada, a princesa Isabel jamais teria libertado os escravos negros.
    E o motor elétrico e o gerador elétrico, difundidos por outro povo de lingua inglesa: os americanos, também contribuiu e muito para o aumento exponencial da produção industrial, de forma muito mais eficiente do que usando trabalho escravo ou tração animal. Some-se a isso os motores a explosão que usam combustíveis liquidos derivados do petróleo e fica bem fácil entender por que os povos anglo-saxões se tornaram dominantes no mundo.
    Então veja, não foram os chineses que fizeram as invenções decisivas que permitiram a criação da civilização industrial. Foram os povos europeus que fizeram esse trabalho, primeiro através do Renascimento e da invenção da imprensa pelo alemão Guttemberg e que permitiu a difusão do conhecimento que mais tarde levou os pesquisadores ingleses inventarem a máquina a vapor, que permitiu a revolução industrial e depois, nos EUA, dos motores a explosão e do motor elétrico e da eletricidade. Quais dessas invenções decicisivas nós devemos à China? Absolutamente nenhuma. Tudo bem que os chineses inventaram a pólvora, a bussola e outras coisas importantes, mas daí a dizer que as invenções chinesas foram as decisivas, eu tenho muitas reservas. Mesmo porque, se não fossem a máquina a vapor, os motores a combustão interna e os motores elétricos, criados pelos povos anglo-saxões, não seria possível produzir pólvora e canhões em grande quantidade. E hoje em dia, a China só está se tornando uma grande potência, porque adotou sem reservas os métodos ocidentais de crescimento econômico, investindo na indústria pesada, controlando salários e inflação, forçando exportações, aproveitando suas vantagens naturais: imensa população e consequente baixo custo da mao de obra. Portanto, os avanços chineses são fruto da adoção de métodos ocidentais, criados totalmente na Europa durante e depois do Renascimento.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s